18.8 C
Belo Horizonte
sexta-feira, dezembro 3, 2021
spot_imgspot_img

Seccional Zona da Mata

Assorzoma — Associação de Ortopedia da Zona da Mata foi fundada no dia 22 de maio de 1993, na cidade de Leopoldina, tendo como presidente o doutor Celso Resende Ferreira Vieira (Leopoldina), Vice-presidente- doutor José Mauro Cabral (Além Paraíba), Secretário- doutor Nilo Luiz da Silva (Leopoldina), Tesoureiro- doutor Cláudio Pompei (Muriaé), Diretores científicos doutor Egídio de Oliveira Santana (Viçosa) e doutor Cláudio Bortone S. da Cunha (Cataguases)

Os ortopedistas do interior tinham pouca ligação com Belo Horizonte, onde a SBOT-MG realizava o papel de agregação dos profissionais da área de ortopedia. A explicação para o distanciamento é histórica e motivada pela distância física. Desde os primórdios da colonização, a Zona da Mata sempre esteve mais ligada ao Rio de Janeiro, por ser a Capital federal e estar bem próxima, a cerca de 280 quilômetros. A maior prova disso era que a grande maioria dos estudantes e os ortopedistas formados faziam seus cursos e residências no Rio.

Em 1995 foi fundada a Seccional da Zona da Mata, que sucedeu à Assorzoma, e aproximou seus membros da capital mineira. E, na avaliação do seu primeiro presidente, doutor Cláudio Pompei (Muriaé), preencheu o principal quesito para a existência das seccionais: “promover o diálogo, respeito, troca de conhecimentos, idéias e atitudes, além de manter um bom relacionamento entre os ortopedistas”.

A partir da fundação, promoveu-se uma série de encontros entre os profissionais das cidades da Zona da Mata e os da capital. Foi uma forma de aproximação que aumentou a valorização do profissional do interior: ele pôde mostrar os seus conhecimentos, o seu trabalho que, às vezes, era desvalorizado, e a causa era sempre a falta de equipamentos.

Com os eventos realizados pela Seccional durante os anos subseqüentes, o relacionamento entre os ortopedistas da Zona da Mata melhorou muito. A troca de informações e os contatos tornaram-se constantes e o encaminhamento de pacientes entre eles passou a ser comum.

Os Congressos de Ortopedia da Zona da Mata foram marcantes para o desenvolvimento da Ortopedia na região. 

No Io Congresso da Zona da Mata, em 1993, houve a presença dos presidentes da SBOT, doutor José Laredo Filho, da SBOT-MG, doutor Mércio Athaíde e da SBOTRJ, doutor José Sérgio Franco. Quando foi feito o convite ao doutor José Laredo Filho, muita gente duvidou que ele participasse de um encontro de médicos do interior de Minas. Sua gestão estava sendo muito criticada na época, principalmente porque ele defendia a interiorização da Sociedade, para dar uma maior representatividade a ela e também valorizar o trabalho médico fora dos grandes centros. Esta postura, com o passar do tempo, mostrou-se muito efetiva para o crescimento da SBOT e incentivou a Regional Mineira a fundar suas seccionais.

No ano seguinte, em 1994, realizou-se o 2o Congresso da Zona da Mata na cidade de Viçosa. Para este evento foram convidados 12 palestrantes de Minas e outros Estados, tendo uma dimensão maior do que se esperava com o apoio da Universidade Federal de Viçosa.

0 3o Congresso foi realizado em Cataguases (1995); o 4o Congresso, em Ubá (1996);  o 5o  Congresso da Zona da Mata foi realizado em Juiz de Fora, nos dias 27 e 28 de junho de 1997, e marcou também a aproximação definitiva de todos os ortopedistas de Juiz de Fora, que exerciam trabalhos em paralelo e sem diálogo entre si. 

Daí em diante, a Seccional Zona da Mata vem realizando jornadas, simpósios, encontros e participando ativamente das atividades da SBOT-MG.  Em 2012, a cidade de Juiz de Fora recebeu o 18º Congresso Mineiro de Ortopedia e Traumatologia. O evento foi destaque no calendário científico nacional e contou com a participação de 2 renomados convidados internacionais o Dr. John Anthony Herring e o Dr. Wade Smith, ambos dos Estados Unidos. Dois anos depois, novamente a região foi sede do maior evento da Ortopedia Mineira, o 19o Congresso Mineiro de Ortopedia e Traumatologia, que contou com a presença expressiva dos ortopedistas de Minas Gerais, de outros Estados e dos convidados internacionais doutores Jesse B. Jupiter (E.U.A), Alexander Lerner( Israel),  António Garruço (Portugal), Paul Beaulé (Canadá), Samuel Pantoja(Chile) , realizado em na cidade de Tiradentes em 2014.

Atualmente, a Seccional Zona da Mata possui 159 ortopedistas membros da SBOT, sendo 91 em Juiz de Fora, 14 em Barbacena, 12 em Muriaé, 11 em Ubá, 10 em São João Del Rei.

A região conta também com 3 Serviços de Residência Médica em Ortopedia e Traumatologia, todos credenciados pela SBOT (Santa Casa de Juiz de Fora, Hospital da Universidade Federal de Juiz de Fora e Hospital e Maternidade Therezinha de Jesus de Juiz de Fora), que contribuem para o desenvolvimento educacional e científico local.

A Seccional é composta pelas microrregiões das cidades de Leopoldina, Muriaé, Juiz de Fora, Além Paraíba, Barbacena, Cataguases, Santos Dumont, Volta Grande, Rio Pomba e Ubá.

VEJA TAMBÉM