spot_img
26.4 C
Belo Horizonte
segunda-feira, junho 10, 2024
spot_img

AMOB: Sobre nós!

A AMOB (Associação das Mulheres Ortopedistas do Brasil) surgiu inicialmente como um grupo de mensagens em uma rede social (WhatsApp) no dia 26 de junho de 2020, criado pela primeira presidente, Camila B. R. De Mattos, com os mesmos propósitos de um grupo formado previamente por ela para mulheres ortopedistas no estado do Rio de Janeiro em 2018. O objetivo era, basicamente, ter um lugar para conversar, discutir e apoiar as mulheres ortopedistas e também as que se interessam pela área (residentes, estudantes de medicina) de todo o Brasil, sendo um local seguro para a troca de experiências (tanto positivas quanto negativas), discutindo questões relevantes e incentivando a mentoria através da maior interação entre essas mulheres. Era um desejo antigo, acreditamos, de todas, o surgimento de uma associação das mulheres ortopedistas no Brasil, baseada nas que existem há décadas em outros países, como a Ruth Jackson Orthopaedic Society nos Estados Unidos, criada em 1983. A necessidade de maior representatividade das mulheres na nossa especialidade, sendo as mulheres, atualmente, apenas 6,5% do total de ortopedistas no nosso país é uma realidade.

Organizamos uma reunião virtual no dia 17 de julho de 2020 onde 70 mulheres participaram da fundação. Nossa primeira diretoria foi formada por: Dra Camila B. R. De Mattos (presidente), Dra. Natália Mourão (vice-presidente), Dra Janice Guimarães (diretora de regionais), Dra Tabata Amaral e Dra Luanne Lisle (diretoras científicas), Dra. Fernanda Bellei Rocha, Dra. Karen Castro e Dra. Nayara de Castro Valente (diretoras de Mídia) e Dra. Flavia Maria Poletto (tesoureira/secretária geral). Somos um coletivo e todas as associadas, inclusive as acadêmicas de medicina, são ativas nas diretorias, atuando como secretárias e assessoras nas mais variadas questões.

Nossas missões, como todos podem ler no site www.amob.com.br, são:
– Unir todas as mulheres na ortopedia
– Incentivar o ingresso de mulheres na ortopedia
– Incentivo a mentoria
– Posicionamento
– Incentivo a pesquisa
– Networking

Atualmente temos 920 associadas, e estamos na segunda gestão, contando com as diretorias de regionais (dras. Fernanda Rocha e Renata Nunes), científica (dras. Nathalia Sundin e Tatiana Guerschmann), e de mídias (dras. Ariane Castro e Carolina Rodriguez’s), bem como três novos comitês, o de graduação (Taynara Maia, Fernanda Marinho), pós-graduação (dras. Ellen Goiano e Glaucia Bordignon) e de eventos (dras. Marcella Rodrigues e Bárbara Pupim). O corpo administrativo conta ainda com as médicas Júlia Gaio (tesoureira), Tábata de Alcântara (secretária), Camila Bedeschi (conselho fiscal) e Flávia Poletto (vice-presidente). Dentre as diversas ações já executadas estão: uma pesquisa inédita e divulgação das mulheres pioneiras na ortopedia do Brasil e suas trajetórias. Conseguimos não só descobrir quem foi nossa primeira ortopedista, como as primeiras de todas as unidades federativas do nosso país. Com o projeto pioneiras, a interação entre acadêmicas de medicina foi fundamental e extremamente positiva ajudando a construção de uma identidade das mulheres ortopedistas ao reconhecer sua história. Estimulamos mentoria ao conectar serviços que possuem mulheres ortopedistas como preceptoras com acadêmicas interessadas em ortopedia com o Programa Facilitador de Estágio e Internato da AMOB. Providenciamos suporte técnico e emocional as mulheres que enfrentam situações adversas, principalmente nos seus ambientes de trabalho, o apoio também mulheres formadas há algum tempo e que ainda não possuem o TEOT, incentivando a realização da prova ao oferecer suporte técnico e emocional de acordo com as necessidades de cada uma, entre muitas outras ideias relacionadas as mulheres ortopedistas do nosso país. Nossos números mostram, que dentro das mulheres ortopedistas cadastradas na AMOB, cerca de 15% não possuem o TEOT.

A ideia de unir as mulheres ortopedistas ao redor do mundo, inicialmente sob o formato de um simpósio, fez surgir, no início de 2021, o WOW – Women in Orthopedics Worldwide, que consiste na união de todas as associações de mulheres dentro da ortopedia existentes e mulheres de países sem uma, porém interessadas na melhora da diversidade localizadas em 40 países, nos 6 continentes. Essa iniciativa, inicialmente de 3 líderes: dra Camila B. R. De Mattos (brasileira e residente na Suécia, 1a presidente da AMOB), dra Dawn LaPorte (americana, presidente da Ruth Jackson Orthopaedic Society) e dra Jennifer Green (australiana, vice-presidente da IODA – International Orthopaedic Diversity Alliance), rapidamente agregou as representantes das demais associações em encontros virtuais para o planejamento do 1° Simpósio Internacional de Mulheres Ortopedistas. A Academia Americana de Cirurgiões Ortopédicos (AAOS – The American Academy of Orthopaedic Surgeons) e a Associação Ortopédica Britânica (BOA – British Orthopaedic Association) ofereceram tempo para que o grupo se apresentasse em seus Encontros Anuais em agosto e setembro de 2021. O simpósio se concentrou em questões importantes para as mulheres e minorias sub-representadas na cirurgia ortopédica, mostrando a história das mulheres na ortopedia, a situação atual globalmente, e as perspectivas futuras, tentando resolver os problemas e discutindo soluções de maneira ampla, acessando os desafios locais dos 6 continentes.

Em 2021, 2022 e 2023 participamos do CBOT, com uma participação cada vez maior do público nas nossas discussões. Em 2023 pudemos promover o primeiro evento esportivo da AMOB durante o CBOT, com uma grande adesão e interação entre as associadas.
Agradecemos o reconhecimento que a AMOB tem obtido pelas sociedades de ortopedia do Brasil e no mundo. Agradecemos a SBOT MG por nos dar espaço para podermos mostrar quem somos e nossas missões. Estamos abertas a trabalhar juntas com todos para melhorarmos a diversidade, equidade e inclusão dentro da ortopedia.

blank
Dra. Janice de Souza Guimarães Presidente da AMOB – Associação de Mulheres Ortopedistas do Brasil

VEJA TAMBÉM